Notícias em Destaque

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Tecnologias sociais de captação e armazenamento de água geram renda e qualidade de vida na Serra da Baixa Verde

Quintal produtivo, comunidade Salgada, em Santa Cruz da Baixa Verde
Com o objetivo de aumentar a oferta hídrica através da captação e armazenamento de água da chuva, a Associação de Desenvolvimento Rural Sustentável da Serra da Baixa Verde (ADESSU Baixa Verde), tem trabalhado com essas tecnologias desde 2004, com a construção de caldeirões de pedra, cisternas de placas do Programa Um Milhão de Cisternas (P1MC) vinculado à ASA (Articulação no Semiárido Brasileiro) e financiado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome (MDS) e cisternas do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) financiadas pela PETROBRAS e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Em 2016, a ADESSU se propôs a executar um projeto de caráter emergencial de captação de água da chuva nos municípios de Triunfo e Santa Cruz da Baixa Verde, situados no Sertão do Pajeú, estado de Pernambuco. Com o financiamento da Kindernothilfe/Alemanha, foram construídas 11 cisternas para captação de água da chuva com capacidade para armazenar 52 mil litros cada, além de 02 poços amazonas, possibilitando que 38 famílias de 08 comunidades rurais dos municípios de Triunfo e Santa Cruz da Baixa Verde tivessem acesso à água em quantidade e qualidade para fortalecimento das iniciativas produtivas.

Comunidade Arado, Santa Cruz da Baixa Verde
A agricultora Almerinda Gomes, da comunidade Arado, em Santa Cruz da Baixa Verde, teve sua vida transformada a partir da conquista de uma cisterna-telhadão, com capacidade para 52 mil litros. “Eu só tinha a cisterna pequena e sempre tive o sonho de ter a grande para fazer plantios, pois isso é uma coisa que eu gosto até demais, adoro plantar. Eu sempre tive depressão desde pequena, eu já passei por muita coisa na vida, perdi pai, perdi mãe, minha mãe que me adotou também morreu. Hoje estou muito feliz, hoje tenho minhas coisas e já consigo lucro delas; para mim foi a melhor coisa do mundo, o galpão está cheio de feijão, que daqui uns dias vamos passar na máquina. É só alegria! Tenho minha pimenta, tenho meu pimentão, meu alface, meu coentro”, relatou a agricultora.

Também foi incorporada ao projeto, a construção de uma casa, devolvendo a dignidade e garantindo o direito ao lar de uma família carente, composta por 02 adultos e 03 crianças, que viviam em situação de risco, na comunidade, em Santa Cruz da Baixa Verde. Os espaços cobertos das cisternas-telhadão, possibilitam ainda que crianças, adolescentes, jovens, adultos, Associações comunitárias, Grupos de jovens, Grupos de mulheres, Grupos de orações, Organizações de assessoria, realizem atividades recreativas, reuniões, festividades, missas, estimulando a integração das famílias nas comunidades.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Intercâmbio Microrregional leva agricultoras e agricultores para conhecer sistema de agrofloresta

Comunidade São Bento, Santa Cruz da Baixa Verde-PE

No dia 14 de junho, o agricultor Antonio Sabino, que reside na comunidade São Bento, em Santa Cruz da Baixa Verde, recebeu em sua propriedade agricultores e agricultoras dos municípios de Flores e Serra Talhada, que participavam do Intercâmbio Microrregional, do Programa Um Milhão de Cisternas – P1MC. O programa está sendo executado pela ADESSU Baixa Verde.

A visita foi iniciada com uma dinâmica, onde cada participante apresentou um objeto de sua estimação e falou sobre a importância que tinha para sua vida. Antonio Sabino, que faz parte do grupo de 12 fundadores da ADESSU, fez um resgate da criação da Associação e de sua trajetória de trabalho com a agroecologia ao longo de 20 anos de luta e resistência. 

Em sua propriedade, Antonio procura desenvolver uma agricultura familiar com base na produção orgânica agroecológica. Os agricultores e agricultoras ficaram animados ao conhecer seu banco de sementes e sua agrofloresta. O Sistema Agroflorestal – SAF é mantido pela mistura de árvores ou arbustos nos campos de produção agrícola ou pecuária de forma equilibrada.

Após a visita, eles se dirigiram para a sede da ADESSU Baixa, em Triunfo, onde com as orientações da assessora da FETAPE, Lucenir Silva, tiveram esclarecimentos sobre a proposta da reforma da previdência, uma medida que, caso aprovada, prejudicará muitos trabalhadores e trabalhadoras, em especial os do campo.

“A finalização deste TP antes de qualquer coisa representa o sentimento de alegria e festejo, pois sabemos o quanto é importante para o nosso semiárido ter onde armazenar água de qualidade para o consumo humano; é possível vê nos semblantes daqueles que foram beneficiados tamanha alegria tudo isso nos faz continuar acreditando que esta politica é necessária e precisa continuar; pois a muitas famílias que necessitam e ainda aguardam. Estamos finalizando as construções e quase cem por cento dessas tecnologias já captaram água da chuva, estão cheias, o que vai garantir água para este ano de 2017”, comentou a coordenadora do projeto, Alda Balbino.

A execução do programa está sendo realizada através de um Termo de Parceria Aditivo, com duração de 5 meses e meta para a construção de 340 Cisternas de Placas, com capacidade para 16 mil litros de água para o consumo humano, nos municípios de Serra Talhada e Flores, Pernambuco.

domingo, 14 de maio de 2017

Mãe, Meu Tudo


Mãe, você é aquela que supriu sempre minhas necessidades. É aquela que me deu vida, amor, cuidado, enxugou minha lágrimas, corrigiu meus erros, me levantou de meus tombos, me deu conselhos, disse não na hora certa. 


Você é uma grande amiga, é um pai, é uma mãe, você é a única pessoa que consegue ser todas ao mesmo tempo, e que sempre comemorou as minhas conquistas.

Para esta mulher incrível, eis minha declaração incondicional de Amor!

Fonte www.mundodasmensagens.com

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Gari fere vizinha com faca em Ibitiranga, confira essa e outras notícias

Agressão na zona rural de iguaracy
A GT ordinária foi solicitada pela vítima 02 J. J. A., 22 anos, solteira, agricultora, a qual informou que estava em sua residência quando o imputado I. S. P., 38 anos, solteiro, agricultor, chegou e agrediu ela e a vítima 01 A. C. A., 34 anos, solteira, agricultora, sem motivo aparente.
O policiamento fez deslocamento ao sítio Logradouro e localizou o imputado que apresentava visíveis sinais de embriaguez alcoólica, tendo ele negado as acusações. A vítima 01 apresentava escoriações na boca e a vítima 02 no braço direito e pescoço. Diante do fato, as partes foram conduzidas à DP local de Afogados da Ingazeira para serem tomadas as medidas cabíveis.
Violência doméstica em Tuparetama
A GT Ordinária foi solicitada pela vítima E. V. A. D., casada, 33 anos, dona de casa, a qual informou que seu companheiro M. A. S. S., 43 anos, casado, desempregado (imputado), havia lhe agredido com socos e pontapés, bem como informou possuir uma Medida Protetiva em desfavor do mesmo.
O policiamento realizou diligências no intuito de localizar o imputado, porém sem êxito. A vítima foi encaminhada a DP local para adoção das medidas cabíveis.
Agricultora é roubada em vai pública de Tabira
A GT local foi acionada para averiguar uma ocorrência no bairro João Cordeiro, Tabira-PE. Chegando ao local, a vítima R. M. P. M., 34 anos, solteira, agricultora, passou a informar que retornava para sua residência quando dois indivíduos a abordaram em via pública, um deles estaria segurando um objeto com características de arma branca, nesse momento, a vítima sofreu ameaça para entregar seus pertences, um aparelho celular Samsung, um carregador, uma bolsa com documentos e a quantia de R$ 158,00 (cento e cinquenta e oito reais).
Os indivíduos fugiram do local, porém, o policiamento conseguiu localizá-los no bairro da Cohab, encontrando com os mesmos, um celular e a quantia de R$ 54,00 (cinquenta e quatro reais), durante a abordagem o imputado 02 G. C. S., 27 anos, ambulante conseguiu se evadir, ficando o imputado 01 M. L. B., 23 anos, solteiro, sem profissão detido. A ocorrência foi encaminhada a Depol de Afogados, onde a vítima reconheceu o aparelho celular e o imputado 01, sendo esse autuado em flagrante delito.
Ameaça na zona rural de Tabira
A equipe da ROCAM foi informada de uma discussão com ameaça entre os imputados, M. T. G., 29 anos, casado, agricultor e J. G. S., 40 anos, casado, agricultor, na zona rural de Tabira. Chegado ao local constatou-se a veracidade do fato, os envolvidos 01 e 02,  foram conduzidos a Depol local para adoção das medidas legais cabíveis.
Estudante é detido com maconha em Afogados da Ingazeira
A GT extra ao realizar Operação Carrossel de Fogo, flagrou o imputado A. V. N., 18 anos, amasiado, estudante, em atitude suspeita no bairro Manuela Valadares, Afogados da Ingazeira-PE, que ao ser abordado foi encontrado com o mesmo 01 (um) cigarro de maconha. Diante do fato o imputado foi conduzido à DP local para serem tomadas as medidas cabíveis.
Gari fere vizinha com faca em Ibitiranga
A GT extra foi acionada pela Central de Operações para verificar uma ocorrência no Distrito de Ibitiranga. O policiamento chegando ao local encontrou a vítima E. A. S., 32 anos, divorciada, agricultora, a qual informou que se encontrava em frente a sua residência quando começou a discutir com o imputado E. E. S., 20 anos, casado, gari, seu vizinho, por motivos banais.
Que o mesmo pegou uma faca e deu um golpe que a atingiu acima do peito direito causando-lhe uma pequena lesão, tendo o imputado se evadido em seguida. Foi realizado diligências na tentativa de localizá-lo, porém sem êxito. Diante do fato a vítima foi encaminhada à DP para serem tomadas as medidas cabíveis.
Pedreiro agride fisioterapeuta em Afogados
A GT Extra foi acionada pela Central de Operações para verificar uma ocorrência no Centro de Afogados da Ingazeira. O policiamento chegando ao local encontrou a vítima E. R. S., 24 anos, solteiro, fisioterapeuta, a qual informou que vinha pelo anel viário em seu veículo Fox, cor prata, placa KZK-3999, que ao parar no sinal de trânsito, o imputado R. B. L., 35 anos, amasiado, pedreiro, que estava no meio da rua, sem motivos o agrediu com um soco e chutou a porta esquerda do seu veículo, danificando-a, em seguida evadiu-se do local. A GT efetuou rondas e localizou o imputado, as partes foram conduzidas à DP local para serem tomadas as medidas cabíveis.

sábado, 6 de maio de 2017

Contra as reformas, CUT prepara marcha a Brasília e nova Greve Geral

Foto: Site da CUT
A Direção Nacional da CUT (Central Única dos Trabalhadores) divulgou nesta sexta (5), o conteúdo de suas resoluções, adotadas em reunião do colegiado na última quarta-feira (3).. Além de uma avaliação da Greve Geral de 28/04, o textos traz um conjunto de recomendações para os sindicalistas e militantes da base da CUT, sempre na perspectiva de barrar a continuidade das reformas do governo ilegítimo de Michel Temer. Entre as próximas ações a CUT aponta a vigília em Curitiba na próxima quarta-feira (10) em solidariedade ao ex-presidente Lula, que presta depoimento ao juiz Moro; a marcha e a ocupação de Brasília na próxima semana e a preparação de uma nova Greve Geral, caso as reformas contra os trabalhadores não sejam interrompidas. Leria a seguir a íntegra das resoluções.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Uma mulher de 26 anos é assassinada em Serra Talhada, veja essa e outras noticias

Uma mulher de 26 anos, identificada como Ednairan Pereira dos Santos, foi morta a tiros na Rua Capitão Hemetério, no Centro de Serra Talhada, na manhã de ontem quarta-feira (3). 
As polícias Civil e Militar isolaram o local do crime e começaram a ouvir algumas testemunhas. O corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Caruaru. As primeiras informações dão conta que a jovem era garota de programa e teria discutido com um homem, sendo morta com um tiro na cabeça dentro de casa.
Este é o 15° homicídio do ano em Serra Talhada. O homicídio de número 14 aconteceu no dia 13 de março, quando um caminhoneiro de 37 anos foi crivado de balas na zona rural de Serra Talhada.

Policial militar é preso em Sertânia suspeito de integrar quadrilha

Um policial militar, de 33 anos, foi preso em Sertânia, durante uma operação da Polícia Civil. Contra ele, foram cumpridos mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva.
Segundo a Polícia Civil, o PM é investigado por participação em uma quadrilha especializada em roubo de cargas e de forçar outro suspeito preso a não revelar os nomes dos integrantes da quadrilha. O militar esteve na delegacia de Arcoverde onde o preso estava custodiado sem autorização. 
Ainda de acordo com a polícia, o PM já foi preso em Arcoverde, suspeito de participação no furto de um veículo de luxo. Ele será encaminhado ao Centro de Reeducação da Polícia Militar, em Abreu e Lima, na região Metropolitana. Segundo a advogada da Associação dos Policiais Militares em Arcoverde, que pediu para não ter o nome divulgado, o policial nega todas as acusações.

Fonte:Radio Pajeú

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Casa da Mulher do Nordeste inaugura 10 quintais produtivos no Sertão do Pajeú

 Por Emanuela Castro, comunicadora da Casa da Mulher do Nordeste
Foto: Emanuela Castro/CMN
 
Nas últimas semanas a CMN percorreu sete municípios do Sertão do Pajeú para inaugurar os quintais produtivos de agricultoras assessoradas pela instituição. Ao todo foram 10 mulheres que receberam melhorias em suas comunidades para a produção, apesar do período de estiagem prolongada. Essa iniciativa faz parte do Projeto 15.282 de Implantação e Expansão de Quintais Produtivos patrocinado pela Fundação Banco do Brasil, executado pela CMN.
As mulheres receberam tela para estruturar seus quintais produtivos, especial para as áreas da criação de galinhas e da produção de hortaliças e plantas medicinais. Além disso, receberam alguns equipamentos, como forrageiras, enxada, pá, bombas, canos e mangueiras para ajudar no sistema de aguação, entre outros. “Para as mulheres essa melhoria veio em um bom momento, agora elas possuem um local propicio para a criação de galinhas. E com o cercado da horta, elas conseguem delimitar o espaço para que outros animais não tenham acesso. Verificamos um aumento na diversidade de cultivos nos quintais através das trocas de sementes e plantas”, conta Eliane Rocha, técnica educadora da CMN que está realizando a assessoria às mulheres.
Outro destaque durante as inaugurações foram as trocas de saberes e de produtos, puderam conhecer as experiências de cada uma que se envolveu no projeto. “Gostei bastante da inauguração, conheci outras mulheres e trocamos bastante. Agora tenho pimenta, coentro, alface, tomate, hortelã, cidreira, milho verde. Com tudo isso não preciso comprar mais verduras com agrotóxico”, disse a agricultora Marilene Silva, 43 anos, da comunidade de Poço Redondo, município de Tabira. Ela conta que o acesso à água é difícil, mas com a aquisição da bomba vai facilitar o trabalho. “Antes tinha que ir pegar água com carro de boi para aguar as plantas. E agora que está chovendo, a bomba vai poder puxar a água de um barreirinho que tenho aqui perto”, completou. Ela só possui uma cisterna de 16 mil litros para consumo próprio, mas não para produção.
Todas as mulheres fazem parte de algum grupo organizado de mulheres, e por este motivo, a forrageira que adquiriram com o projeto será usada pelo coletivo, contribuindo para a alimentação de pequenos animais. A sororidade entre as mulheres e a aposta na auto-organização das mulheres é uma das prioridades no trabalho desenvolvido pela Casa da Mulher do Nordeste. “Faço parte do grupo de mulheres Renascer, da comunidade de Açude da Porta, e esse projeto beneficiou a todas nós com o uso da forrageira que será usado por todas. Também já deixei de comprar alface, coentro, cebolinha com agrotóxico. Agora produzo meu próprio alimento, e a alimentação da minha família melhorou bastante. Onde criava as galinhas era bem apertado, com o novo espaço vou poder criar mais e agora elas tem até bebedouro”, relatou a agricultora Maria Sineide Silva, 40 anos, do sítio de Macambira, São José do Egito.
O projeto está sendo desenvolvido nos municípios de Santa Cruz da Baixa Verde, Flores, Afogados da Ingazeira, Tabira, Ingazeira, São José do Egito e Itapetim. Como contrapartida, as mulheres tiveram que apoiar com a instalação das telas, as estacas e o ajudante para o pedreiro construir o galinheiro. O projeto terá continuidade até o final deste semestre, onde as agricultoras continuam a receber a assessoria técnica da CMN para uma melhor convivência com o semiárido.

Fonte: ASABrasil

Anuncie

Anuncie
Aqui